Top 3 - Fase final

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Top 3 - Fase final

Mensagem por Mary Löwen Romanoff em Qua Jan 13, 2016 10:24 pm

Final
Cinco mortos, apenas três finalistas. A capital toda vibra com a carnificina que ocorrera na Cornucópia, todos morreram por combates. Arthur fita o jovem Alexei através da tela - gigantesca - da sala de controle. O carreirista desafiara sua autoridade duas vezes, isso não era aceitável.

•••

Os três Tributos correm, porém percebem que não há muitas opções de fuga, a Arena encolhera. Os urros dos ursos ainda é audível, os três precisam passar despercebidos. Alexei recebe um paraquedas, o garoto abre o recipiente e encontra um dedo enrugado todo ensaguentado. Um bilhete acompanha seu "prêmio", este diz: "Me desafie novamente e mando os olhos." - Parabéns, finalistas! - Diz Charlotte com sua voz robótica. - Só queria dizer mais uma coisa... CORRAM! - Sua voz zombeteira revela o fato de que não haveria descanso, a capital precisava de campeão o mais rápido possível! Os cinco rostos dos mortos surgem no céu e um som ensurdecedor ecoa - novamente - pela arena. As montanhas levantam - como o tsunami - só que desta vez algo branco desce: neve. A avalanche começa a engolir a arena, não demoraria a chegar na cornucópia.

Instruções:
Essa etapa será uma mistura de PvP com sorte. Vocês deverão rolar APENAS dois dados. 1 - Fuga; 2 - Combate. Devem colocar em spoiler cinco ações de ataque. Escolham um tributo para atacarem. ROLEM MAIS CINCO DADOS PARA CADA AÇÃO! ESSES CINCO DEVEM SER OS ÚLTIMOS DADOS! Agora é mata ou morre, boa sorte. PS: Podem morrer na avalanche desta vez.

Posts até 16/01.

PS: Postem neste tópico.
Créditos à JVBR




No matter how many deaths that I die, I will never forget. No matter how many lives that I live, I will never regret. There is a fire inside of this heart, and a riot about to explode into flames.
avatar
Mary Löwen Romanoff
Presidente
Presidente

Mensagens : 836
Data de inscrição : 07/04/2015
Localização : Capitol

Ficha Tributo
Emprego: Presidente
Tésseras: XXXX
Pontos de Patrocínio: XXXX

Ver perfil do usuário http://jogosvorazesbr.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Top 3 - Fase final

Mensagem por Rhaenna Höes Windsor em Qua Jan 13, 2016 11:36 pm

She is cruel, cruel girl
Observações:

Essenciais!
Dado 01 - Fuga;
Dado 02 - Combate;

Ataques!
Dado 03 - Atirar a pedra;
Dado 04 - Ataque vertical com a foice;
Dado 05 - Chute frontal na genitália;
Dado 06 - Ataque horizontal com a foice;
Dado 07 - Ataque frontal com a foice;

A correria era o sinal de um desespero que apenas assombrava os pensamentos involuntários que Rhaenna obtinha enquanto arriscava se aventurar por lugares e trajetos incomuns. Um urso, um único bestante que foi o suficiente para causar transtorno e incômodo na morena, esta que foi golpeada por uma patada forte o suficiente para empurrá-la para dentro da cornucópia, causando dores intensas em seu corpo ao se chocar contra o chão e sentir o líquido gelar seu corpo. A jovem jogou os cabelos para trás enquanto segurou sua foice e se arrastou para tentar se levantar. Seu pé foi puxado e a jovem acabou caindo novamente na terra úmida, sentindo seu corpo sendo controlado por um rapaz, aquele que foi marcado na lista negra de Rhaenna. Com a outra perna a garota golpeia o rosto do moreno que a solta e é surpreendido por outra jovem, Dimka, a tributo de um distrito que Rhaenna não lembrava, não sabia da existência da jovem até se encontrem na cornucópia. Irritada, a morena tenta atacar a outra jovem, brigando pela cabeça de Widdly. A jovem do distrito desconhecido avança contra a morena com um único golpe violento, sem nem pensar Rhaenna salta para trás e cai do morro, se safando do golpe vindo da jovem. Assustada a garota se arrasta e é surpreendida pelo carreirista do dois que a olha sem dó, apontando sua cimitarra contra seu corpo, enquanto estava em cima dela, preparado para mata-la. Dimka por sua vez, aparece e acaba com a vida do garoto com um único golpe, este que foi certeiro o suficiente para tirar o rapaz de cima do corpo da garota do três. – Filha da puta! Ele era meu! – Rhaenna pronuncia se levantando para uma nova esquiva. Insatisfeita com o que havia acontecido, a morena marcou o loiro novamente, ele estava no topo de sua lista negra e para cumprir seus desejos que até agora não foram saciados deveria o atacar, mas não naquele instante. Incrédula com a cena que viu, Rhaenna correu para longe dali observando Dimka morrer pelo carreirista do um, que sem ao menos pensar no que fazer atingiu o corpo da garota, fazendo o suficiente para um novo tiro de canhão.

Sair da cornucópia foi um trabalho extremamente difícil, ainda mais com toda aquela chacina em meio do lugar. Os ursos que estavam ao seu redor ainda eram um problema, então a garota atravessou grande parte com passos lentos, se agachando para atravessar sem ser vista ou notada pelos animais que estavam prontos para mata-la. Quando percebeu que estava em um ponto que pudesse correr, esta o fez. Os passos cansados, o coração acelerado e um pensamento involuntário eram uma junção do que deveria fazer dali em diante: se cuidar. Uma sobrevivente, uma finalista. Aquilo não parecia ser real, nenhum pouco. Rhaenna balançou sua cabeça negativamente, esvaziando todo pensamento negativo, segurando sua foice com firmeza enquanto ficava preparada para o próximo desafio, algo que provavelmente poderia acabar com sua vida antes que pudesse piscar e dizer um adeus. Correndo em meio ao matagal novamente, a morena simplesmente se deparou com mais um tremor, este foi mais intenso que o outro e o suficiente para causar um transtorno muito apurado em seus sentidos. Assustada a jovem fez o que seu instinto havia dito: correr até não aguentar mais. Suas pernas pareciam ser tão firmes quanto qualquer coisa, isso era uma certeza. Os olhos vidrados num trajeto que já havia decorado, Rhaenna percorreu o caminho de volta, se apressando para fugir de uma avalanche feita de neve, se fosse atingida, provavelmente não aguentaria o frio extremo que aquilo causaria, então fez o possível para chegar viva e a salvo na cornucópia, lugar onde novamente teria que combater os outros dois sobreviventes, eles eram carreiristas, Rhaenna tinha certeza, visto que eles praticamente foram quem mais se destacaram desde o inicio dos jogos.

Um suspiro cansado podia ser notado por qualquer individuo, afinal, quando a morena alcançou o topo do morro e adentrou a pata vagando para dentro da cornucópia, não encontrou ninguém que pudesse perguntar se ela estava bem. Seus pensamentos já estavam fora de si, não aguentava mais vivenciar aquela edição, queria que a dor em seu peito acabasse, queria voltar para casa, queria reencontrar sua namorada e dizer a ela o quanto esta a ama. – Amor, eu prometo que vou fazer de tudo para voltar para casa. – Pronunciou alto consigo mesma enquanto olhava para baixo e suspirava segurando as lágrimas que se formavam em seus olhos. Quando a garota levantou a cabeça e pode olhar os outros dois carreiristas entrarem na cornucópia, cansados, assim como ela. Todos tiveram que correr para sobreviver da avalanche, esta que poderia acabar com qualquer um destes. O desejo maior da morena era que toda aquela quantidade de neve não alcance o lugar onde estava. Quando a menina do distrito três percebeu quem era o rapaz sobrevivente, seus olhos quase se avermelharam de ódio, lembrando-se de onde era o rosto. – Finalmente. – Pronunciou de forma audível enquanto pisava firme no chão, arrastando a mão para pegar uma pedra do chão. – Que honra te encontrar novamente loirinho. – Disse de forma debochada enquanto atirava o mineral contra a cabeça do outro e então corria com velocidade e precisão, pisando firme para alcançar o outro antes que desviasse do que havia sido atirado contra este. – Já passou da hora de finalizarmos aquele combate. – Falou enquanto girava sua foice para golpeá-lo, pegando força antes de chegar e então tentar atingir o ombro do jovem num corte vertical, este que seria o suficiente para causar uma nova distração. Em seguida a garota levantou a perna tentando acertar um chute frontal contra a genitália do loiro, este que poderia causar incômodo e bastante desconforto. – Elleanorah, fique de fora! – A morena novamente se pronunciou, gritando enquanto observava o corpo do loiro para se defender, atacar e contra-atacar assim que visse brechas. Seu corpo estava pronto para esquivas, caso o outro tentasse a atacar, Rhaenna saltaria, se jogaria, se abaixaria, faria de tudo para que nada a atingisse, pois queria ficar intacta ou pelo menos, por partes. Mais um suspirou soou dos lábios da morena, que olhou para o garoto, um pouco afastada. – Seu namoradinho tentou me matar também, uma pena aquela menina desconhecida atrapalhar o que eu deveria ter feito. – Disse fazendo bico enquanto segurava sua foice e tentava mais um golpe, este que seria horizontalmente, sendo o peito do jovem o foco, tentando causar um corte que causasse sangramento e dores. Rhaenna só precisava de um corte para o outro ficar fora de si, mas infelizmente ela não era tão boa quanto carreiristas e por este motivo queria mostrar para a capital que qualquer um pode ganhar, até mesmo os nerds do distrito três.

Cansada, exausta e muito impaciente. Rhaenna ficou fora de si por longos segundos, apenas na procura e no foco de golpear o jovem e causar dores intensas ou até mesmo a morte instantânea, mas o problema seria conseguir aquilo sem ter problemas. A morena poderia ser considerada cruel por ter objetivos incomuns ou talvez, não tanto assim. Ela podia odiar carreiristas, mas ela não queria ter orgulho de dizer que não conseguiu matar nenhum deles, aquilo era frustrante, principalmente para ela que chegou à edição em busca de matar uma única pessoa de grande potencial, mas não conseguiu e isso foi horrível, parecia que seu coração ficava preso a um desejo e de uma forma ou de outra, ela precisava realizar. Impulsionada pelos pensamentos incontrolados, a jovem focou seus olhos na rapaz, tentando um último ataque caso não conseguisse o matar antes de todos seus golpes e distrações. A jovem segurou a foice com firmeza e avançou em um corte frontal, este que veio com a ponta da foice em direção do coração do outro e aquilo era a única coisa que ela tinha em mente, acabar de uma vez com aquela palhaçada, mesmo que morresse pela garota do dois, ela precisava levar consigo alguém. – Morra! – Gritou com raiva, esperando que conseguisse.



avatar
Rhaenna Höes Windsor
Tributos
Tributos

Mensagens : 6
Data de inscrição : 27/11/2015
Idade : 18
Localização : Distrito 3

Ficha Tributo
Emprego: Vendedor
Tésseras: 0
Pontos de Patrocínio: 100

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Top 3 - Fase final

Mensagem por Mary Löwen Romanoff em Qua Jan 13, 2016 11:36 pm

O membro 'Rhaenna Höes Windsor' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'D10' : 4, 7, 7, 6, 7, 5, 7
avatar
Mary Löwen Romanoff
Presidente
Presidente

Mensagens : 836
Data de inscrição : 07/04/2015
Localização : Capitol

Ficha Tributo
Emprego: Presidente
Tésseras: XXXX
Pontos de Patrocínio: XXXX

Ver perfil do usuário http://jogosvorazesbr.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Top 3 - Fase final

Mensagem por Alexei Tsar Brightthorn em Sex Jan 15, 2016 6:11 am

Dados:
1- Fuga
2- Combate
3- Cabeçada
4- Ataque na região do fígado
5- Ataque nas pernas
6- Empurrão em direção da Elle
7- Ataque único e duplo, com sua lança.

Alexei conseguia sentir, em seu íntimo, algo lutando para resistir. Sua mente doía, sua respiração estava acelerada. Muitos pensamentos embaralhados, sentimentos reprimidos, misturados à vontade de sair logo dali. Estava tendo um de seus ataques de pânico. Não podia permitir que a morte de Widdly lhe afetasse. Não podia permitir que sua mente enlouquecesse de vez. Estava na final, precisava ter foco, deixar os anos que passou treinando para a arena tomarem conta de seus movimentos. Precisava ganhar. Pela sua vó, sua melhor amiga Gigi, e por Widdly.

Afastou-se do corpo de seu amigo sem olhar para trás. Queria chorar. Correr e se esconder em algum lugar, ficar lá pra sempre. Apoiou-se na pata e arrastou-se, cansado, até a mesa que estava no centro. Vasculhando ao seu redor, notou que estava sozinho na cornucópia. O fogo causado pela explosão da garota que matara Widdly ainda queimava. Não fazia ideia de quem havia sobrevivido, e a muito já havia perdido a conta do número de tributos mortos. Tudo o que sabia é que estava acabando. E ele não via a hora de sair dali. Abriu sua mochila, e jogou ali algumas coisas que precisava. Um cantil cheio e uma pomada cicatrizante. Ainda tinha algumas maçãs, então julgou não precisar de algo pra comer. Em um ato rápido, largou sua faca de combate e agarrou uma segunda lança. Seu desempenho seria melhor com a arma que estava acostumado desde os oito anos de idade. Sua presença na cornucópia não durara mais do que dois minutos, após o combate.

Entrou na floresta, ciente de que os ursos ainda estavam à solta. Conseguia ouvir os urros de longe, e sentia a presença dos animais ao seu redor. Acalmou-se, normalizando sua respiração. Movia-se apenas com a ponta dos pés, segurando firmemente suas duas lanças, uma em cada mão. Queria evitar qualquer tipo de barulho, que pudesse chamar a atenção dos animais. Evitava galhos, folhas, arbustos e poças. Ser furtivo era complicado, mas Alexei sabia alguns truques. Quando sentiu que estava em um terreno seguro, correu. Não tinha um destino particular em mente, tudo o que precisava era se afastar o máximo possível dos ursos. Sua velocidade considerável lhe ajudou a alcançar certa distância em pouco tempo. Cansado, jogou-se atrás de uma árvore. O céu ainda estava claro.

Bebeu metade de seu cantil, e usou um último gole para limpar seu corte na lateral de seu tronco, devidamente estacando com as bandagens que havia usado em sua perna, que agora já estava curada. Com movimentos rápidos, abriu a pomada cicatrizante que havia pegado e passou todo o conteúdo em seu corte ainda aberto. Apertou duas vezes mais a bandagem, esperando que com toda aquela pomada o corte melhorasse logo. Foi quando surpreendeu-se ao ver um paraquedas, caído silenciosamente em sua direção. Patrocínio. O recipiente metálico caiu direto em seu colo. O abriu, ansioso para saber o que Gloom lhe mandara. Quando olhou o conteúdo do patrocínio, seus olhos imediatamente encheram de lágrimas. Um dedo enrugado e ensanguentado, junto de um bilhete. Segurou o papel, e ao lê-lo imediatamente soube quem havia lhe enviado. O presidente. Segurou o dedo ensanguentado, sentindo lágrimas escorrerem em seus olhos. Chorou em silêncio. Arthur havia sequestrado sua avó. A única pessoa que Alexei amava, agora provavelmente estava morta. Se não estivesse, com certeza estaria sendo severamente torturada. Era melhor se estivesse morta. Como poderiam fazer isso com uma velha senhora? Encolheu-se na árvore, agarrado ao dedo. Se Alexei sobrevivesse a tudo aquilo, lembraria-se daquele momento como o instante que sua mente entrara em colapso. Agora, mais do que tudo, queria sair vivo. Queria voltar pra casa. Queria gritar até perder a voz, cavar um buraco bem fundo e nunca mais sair de dentro dele.

Respirou fundo, precisava ser forte. Seu psicológico, apesar de estar no limite de quebrar, ainda era bastante forte. Sua mente estava longe, cheia de perguntas e incertezas. Naquele momento já não conseguia afirmar seu próprio nome com certeza. Sua história, sua vida. Tudo havia sumido, dando espaço apenas para a arena. Sobrevivência. Matar ou morrer. Poderia ter nascido naquela arena, poderia estar ali há anos. Não prestou atenção quando a voz da idealizadora ecoou na arena. – Corram. – Repetiu, imitando até mesmo o tom de chacota da voz da mulher. Os cinco mortos surgem no céu, mesmo ainda estando claro. Três deles haviam sido mortos por Alexei. Até mesmo Hayley, a garota de seu Distrito.

Um som estrondoso ecoa, mais uma vez, pela arena. Assustado, Alexei levanta. As montanhas estavam se movendo, talvez levantando. Alexei pode ver neve caindo. Uma avalanche se formando. – Merda! – Exclamou, pondo-se imediatamente para correr. Desde que sentara atrás da árvore, até o momento da avalanche, passaram-se cerca de dez ou quinze minutos. Largou sua mochila para trás, agora segurando apenas suas lanças em mãos. Estão nos juntando mais uma vez. Aquilo estava, de fato, para acabar. Apressou-se, redirecionando suas forças para o movimento de suas pernas. Ele era rápido, mas seria rápido o suficiente? Lembrou-se do que aprendera nas aulas de corrida. Sempre passadas largas, ganhar espaço era ganhar tempo. Agarrado as armas, corria o mais rápido que conseguia, fazendo o caminho de volta para a cornucópia.

Saltou no lago sem diminuir sua velocidade. Tinha força psicológica e física para aguentar o frio da água. Tudo o que precisava era entrar na pata, e torcer para que quem quer que tenha sobrevivido acabe morrendo na neve. Escalou para dentro da pata sem grandes dificuldades, tinha sua experiência em escalada. Imediatamente se colocou de pé, atendo a possíveis ameaças. Visualizou a garota que lhe havia atacado, ainda na cornucópia. – Covarde. – Anunciou, em alto e bom som. Que tipo de pessoa ataca alguém pelas costas? Imediatamente notou a mão da menina movendo-se pelo chão da pata, provavelmente atrás de alguma coisa. Antes que ela pudesse atingir seu objetivo, lançou-se em direção a menina com velocidade. Em seu íntimo rezava pra que alguém como ela não tivesse bons reflexos. Deu-lhe uma cabeçada, usando todas as suas forças e sua velocidade. Poderia quebrar o nariz da garota com aquilo, ou ao menos desestabiliza-la. Segurava suas lanças com força e firmeza, graças a sua ambidestria. Formando um enorme X em frente ao seu corpo. Esse era o movimento que faria para bloquear possíveis ataques. Visualizou a carreirista do Distrito de Widdly por perto. – Você vai deixar uma qualquer ganhar? Qual é garota, você conhecia Widdly. Você é carreirista, somos carreiristas. Honre essa merda! Não vai me atacar, vai? – Permaneceu atento a seu combate enquanto falava, não queria ser atingido. Ele não tinha motivos para ataca-la agora. Esperava contar com a ajuda da menina para acabar com a sua adversária da cornucópia. Mas se fosse preciso, se ela o atacasse, se defenderia com todas as suas habilidades.

Tentou bloquear um ataque vertical da garota, girando seu corpo (afastando-se da lâmina da foice) e rapidamente tentando acerta-la usando a ponta de uma de suas lanças na região do fígado. Sabia onde deveria perfurar graças as suas aulas em medicina. Aplicou força e velocidade no golpe, a fim e transpassa-la com a arma. Afastou-se com um pulo rápido para trás, graças aos seus reflexos pode perceber um possível ataque em sua região pélvica. Formou o X com as lanças em frente a seu corpo, e com a ponta de uma delas tentou acerta-la com força no joelho, ao mesmo tempo em que, com a segunda lança, tentaria, sendo rápido, acerta-la na outra perna. Sabia que qualquer corte ali poderia impedi-la de ficar de pé, ou diminuir sua velocidade.

Sua adversária perdia muito tempo falando, o que podia atrasa-la em combate e nos reflexos ou impedi-la de focar em suas defesas. Levando isso em conta, Alexei atacaria sempre usando seus reflexos e movimentos rápidos em conjunto. Sua agilidade poderia dificultar a moça a atingi-lo. Sua força, aplicada em todos os golpes, o ajudaria na hora de finalizar logo com aquilo. Pulou pra cima da garota, e deu-lhe um forte empurrão em direção a carreirista do segundo Distrito. Usou todas as suas forças, em conjunto de seus movimentos rápidos e reflexos, para derruba-la e fazê-la cair em cima da outra garota. Se ela não caísse na carreirista, esperava derruba-la em cima de outra arma. Empala-la.

Nesse momento, os três poderiam estar próximos, graças ao último movimento de Alexei. Procurou atingir a garota carreirista no estômago com a ponta da frente da sua lança, e com a ponta de trás (da mesma lança) tentou atingir a outra combatente. Era um movimento único, rápido e forte, aproveitando as duas pontas da lança. Nesse instante, usaria a segunda lança pra defesa, graças a seus reflexos. Sempre com seus movimentos rápidos, na hora dos ataques.

[...]

Sabia que, por motivos de forças maiores e não conhecidas, nada aquilo poderia ter dado certo. Caso precisasse entrar em combate com a carreirista, e não com seu primeiro alvo, repetiria os mesmos movimentos de ataque, e na hora do empurrão tentaria joga-la para fora da pata ou para algum lugar que a machucasse.

[...]

Sua defesa seria ofensiva, com bloqueios rápidos e fortes, na intenção de desestabilizar ou ferir a oponente. Aquele era seu momento de honrar tudo o que aprendeu ou longo de nove anos de treinamento. Mestre em lanças, leigo em ambidestria e movimentos rápidos, experiente em força física, novato em reflexos. Lembrava-se muito bem das classificações que recebera dos seus instrutores no Distrito. Usaria tudo aquilo junto, para se defender e atacar. E leigo em combates desarmados, apenas se preciso. Sabia que também tinha certa experiência em medicina, o que o ajudaria a encontrar pontos fracos e vitais em suas oponentes. Tinha psicológico pra suportar seus ferimentos e não deixa-los retardar seus movimentos. Não ficaria lento por conta de um corte. Mantinha em sua mente o último olhar que sua avó lhe dera. Sentia, em seu pescoço, o cordão com uma pedra de proteção que ela havia lhe dado antes da arena. Precisava voltar. Vencer. Precisava sair dali, e não seria em um caixão. Aquilo o motivava. O fazia seguir em frente e não parar um só segundo.


Alexei Tsar Brightthorn
Tributos
Tributos

Mensagens : 72
Data de inscrição : 02/11/2015
Idade : 18
Localização : Guarapari búzios minha arte

Ficha Tributo
Emprego: Vendedor
Tésseras: 200
Pontos de Patrocínio:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Top 3 - Fase final

Mensagem por Mary Löwen Romanoff em Sex Jan 15, 2016 6:11 am

O membro 'Alexei Tsar Brightthorn' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'D10' : 9, 10, 9, 8, 5, 10, 8




No matter how many deaths that I die, I will never forget. No matter how many lives that I live, I will never regret. There is a fire inside of this heart, and a riot about to explode into flames.
avatar
Mary Löwen Romanoff
Presidente
Presidente

Mensagens : 836
Data de inscrição : 07/04/2015
Localização : Capitol

Ficha Tributo
Emprego: Presidente
Tésseras: XXXX
Pontos de Patrocínio: XXXX

Ver perfil do usuário http://jogosvorazesbr.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Top 3 - Fase final

Mensagem por Elleanorah L. Campbell em Sab Jan 16, 2016 3:25 am

A FINAL


Elleonorah
#1 post | #PARTIUCORNUCÓPIA
Informações:
Habilidades usadas: Reflexos Rápidos, Machados e Machadinhas, Acrobacia

Dados: 1 - Fuga, 2 - Combate, 3 - Jogar o machado nos dois, 4 - Descer o barranco, 5 - Jogar o outro machado, 6 - Desviar da lança e segurá-la, 7 - Empurrar Alexei morro a baixo


One, Two ... Elle is coming for you

Cinco tiros, todos eles bem direcionados, aos poucos eu vi os rostos no céu, e tive uma certeza, tudo estava chegando ao fim, depois de várias horas naquela arena e de ser a menos machucada dos que estavam ali, eu talvez fosse a mais cotada para ganhar. Aquela final não poderia ser melhor, estávamos eu, Rhaenna e Alexei, os três primeiros distrito ali, dois carreiristas e a menina do distrito três era bem treinada, o final estava próximo, eu poderia morrer depois de tanto esforço ou poderia prosperar de forma triunfante particularmente eu preferia vencer.

Estava pronta para dar um passo a frente, foi quando ouvi a voz de Rhaenna, ela disse que aquela luta era dela, e eu gosto de respeitar aquilo, sorri de canto e balancei a cabeça de forma positiva dando alguns passos atrás mas sem dar as costas para nenhum deles. — Espero decidir isso com quem sobreviver. — Ponderei com a cabeça de lado e a vi ir contra o garoto, minha chance. Eu ainda estava na cornucópia, com a mochila nas costas, eu não ia precisar dela. Deixei a mochila cair no chão me afastando mais ainda dos dois que lutavam mas estavam de olho em mim.

Quando eles mantiveram a atenção um no outro eu estava preparada para descer, então ouvi a voz de Alexei. — No momento eu não estou escolhendo adversários sabe? Qualquer um dos dois que vier eu lutarei igual. — Ergui e abaixei os ombros, ainda mantendo uma distância saudável, Alexei estava entre eu e Rhaenna poderíamos ir as duas contra ele, mas seria idiota de minha parte, pelo menos naquele momento. Olhei de relance para o começo do barranco, o machado que Dimka estava portando estava jogado onde antes deveria estar seu corpo ou de alguém que ela empalou. — Vamos dar um fim nisso. — Segurei o meu machado na mão direita, o ergui e arremessei na direção da dupla que lutava, não importava em quem acertasse, seria lucrativo.

Enquanto eles possivelmente tentavam desviar daquilo, ou não, desci o barranco correndo, olhei de relance para trás, para ter a certeza de que nenhum deles jogava nada contra mim, era apenas uma precaução básica. Abaixei perto do machado e segurei o mesmo, me virei para a dupla que falava e lutava. — Pelo amor de Deus gente. — Revirei os olhos, senti o tremor debaixo dos meus pés, sentia também o frio da água em meus dedos, mas isso não me impediu de subir correndo o barranco pela lateral, ainda um pouco longe da vista deles, não queria ser acertada. Ao chegar no topo eu me encostei perto de onde os materiais estavam, ouvia a voz deles.

Saí de onde estava com outro machado em mãos e um sorriso assassino no rosto. Segurei o machado com firmeza e mirei na pessoa que estava de costas, arremessei o machado com força, mas dessa vez já correndo na direção dos dois, a minha vez de apenas ficar de fora da briga estava acabando. Quando eu me aproximei Alexei o mesmo se virou com a lança, pronto para enfiá-la em mim, será que ele achou que eu sou idiota ou algo do tipo. Eu estava com as mãos livres, joguei meu corpo para o lado segurando a lança com minhas mãos entre as dele, ainda aproveitando que talvez ele não tinha se apoiando no pé de apoio e o empurrei para trás, rumo ao barranco, talvez quebrasse o pescoço na queda, ainda avancei sobre ele e tentei acertar o pé em seu peito, se não caísse de fato, pelo menos uma costela quebraria. Quando a Rhaenna? Olhei em volta e de início não a vi.
mama
avatar
Elleanorah L. Campbell
Mentores
Mentores

Mensagens : 10
Data de inscrição : 27/11/2015
Localização : Distrito 2

Ficha Tributo
Emprego: Padeiro
Tésseras: 0
Pontos de Patrocínio: 85

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Top 3 - Fase final

Mensagem por Mary Löwen Romanoff em Sab Jan 16, 2016 3:25 am

O membro 'Elleanorah L. Campbell' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'D10' : 7, 2, 7, 8, 9, 9, 5
avatar
Mary Löwen Romanoff
Presidente
Presidente

Mensagens : 836
Data de inscrição : 07/04/2015
Localização : Capitol

Ficha Tributo
Emprego: Presidente
Tésseras: XXXX
Pontos de Patrocínio: XXXX

Ver perfil do usuário http://jogosvorazesbr.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Top 3 - Fase final

Mensagem por Mary Löwen Romanoff em Dom Jan 17, 2016 4:14 pm

Resultado Final
A neve descia a montanha de uma maneira violenta, os Tributos precisavam correr. Rhaenna - novamente - é a primeira a chegar à Cornucópia. A garota sobe o morro e observa a avalanche se aproximar, a Tributo sente o desespero tomando conta de seu corpo. A adrenalina não permite que a garota observe Alexei aproximando-se pelas suas costas, o carreirista sobe o morro com agilidade e de uma maneira silenciosa. O garoto levanta sua lança apontando a arma para a jugular de Rhaenna, a garota percebe o movimento por visão periférica e vira-se para o Alexei. - Olha! Mais um carreirista está prestes a ser morto. - Zomba Rhaenna. A Tributo levanta sua lança e prepara-se para o combate. O som desesperador da avalanche faz com que Alexei se apresse e ataque a garota, sua lança é impedida pela foice do distrito três, Rhaenna posiciona a arma na altura do pescoço, onde Alexei atacara. As habilidades de combate do carreirista o permitem atacar novamente de uma forma rápida: bate o cabo da lança na perna de Rhaenna, derrubando-a. Em questão de milésimos, Alexei crava a lança no estômago de Rhaenna. A garota observa o sangue escorrendo de sua roupa e abre a boca em uma tentativa desesperada de respirar.

Elleanorah chega na Cornucópia, a avalanche já chegara à floresta. A carreirista gira seu machado apontando-o para Alexei. O garoto dá uma cambalhota para o lado tentando evitar um ataque, porém é surpreendido por Arthur... Arthur? O presidente surge das árvores, seu olhar era imponente e encarava Alexei. O garoto levanta seus três dedos de imediato, formando um símbolo de rebeldia - o mesmo de Katniss Everdeen. - EU BURLEI SEU SISTEMA, ARTHUR! CHEGUEI À FINAL TE DESAFIANDO! - O presidente não muda sua expressão, apenas caminha com uma velocidade constante. Elleanorah e Rhaenna observavam, estupefatas. Arthur dá um pulo que chega à uma altura descomunal, nenhum humano conseguiria realizar tal façanha. O bestante pousa próximo à Alexei: - Vai me desafiar? Não vai não, criatura insignificante. - Alexei apanha uma faca próxima e arremessa no crânio do presidente, a arma simplesmente bate na cabeça de Arthur e cai no chão - um som de aço é emitido. Arthur arregala os olhos, enfurecido. Alexei cai no chão e se arrasta para trás tentando fugir do presidente. O bestante agarra Alexei pelo colarinho e arremessa seu corpo contra a pata de urso. - QUEM É VOCÊ PARA ME DESAFIAR? - O rosto falso do presidente assume um tom vermelho, seu corpo treme devido ao ódio. Arthur agarra o corpo caído de Alexei e o esmurra contra o material de ferro da Cornucópia. - É isso o que acontece quando desafiam Panem. - Diz o bestante com o olhar pairado sobre uma câmera. O presidente agarra Alexei pelo pescoço, levantando-o no ar sem dificuldades. Os dedos finos do bestante pressionam o membro do carreirista ao ponto de sangrar e tocar seus nervos. Alexei assume uma expressão desesperada, seus braços agitavam-se tentando escapar das garras do bestante, sua boca abria-se em uma tentativa de recuperar o fôlego, seus olhos estavam arregalados. Arthur pressiona ainda mais o pescoço do garoto, afundando sua mão no mar de sangue de jorrava do corpo do carreirista e banhava o rosto do presidente. A força exercida era tanta que a mão do bestante chega a agarrar o esôfago do corpo sem vida de Alexei. O tiro de canhão anuncia a morte do carreirista e o fim da participação do Distrito 1 naquela edição.

Elleanorah e Rhaenna observam a cena completamente surpresas, nenhuma ousa fazer algo. O corpo de Alexei cai no chão, completamente desfigurado. Arthur olha para as duas e levanta o polegar direito, sumindo - como névoa - logo em seguida. Rhaenna olha para Elleanorah, sem reação. - Não vou te machucar mais. - Diz a carreirista. A garota ignora a cena perturbadora de Alexei e aproxima-se de Rhaenna; sem falar absolutamente nada, a carreirista sela um beijo intenso, surpreendendo a todos os capitalistas. As duas não escondem o desejo que toma conta de seus corpos, ambas usam a língua sem limitações. Elleanorah pousa sua mãos sobre os seios da Tributos e sobe em cima de seu corpo, já se preparando para tirar sua roupa. - Espere. - Diz Rhaenna em meio à suspiros. Seu olhar paira sobre o ferimento. - Está doendo, acabe logo com isso. - Elleanorah franze o cenho, não queria matar a Tributo. - Ok. - Diz contrariada. A carreirista apanha uma faca e faz um pequeno corte na lateral no pescoço de Rhaenna. - Você não vai sentir nada. - O sangue jorra do membro da Tributo, nenhuma dor acompanha o ferimento. - Parabéns, vencedora. - Diz Rhaenna com os olhos semicerrados e um leve sorriso esboçado nos lábios. Alguns segundos depois os sentidos abandonam a garota do três e um canhão anuncia sua morte. - Senhoras e senhores... Anuncio a vencedora da centésima trigésima quinta edição dos Jogos Vorazes: Elleanorah Campbell, do Distrito 2! - Um aerodeslizador surge próximo à carreirista e a resgata do mar de neve que invadia a Cornucópia.
Créditos à JVBR




No matter how many deaths that I die, I will never forget. No matter how many lives that I live, I will never regret. There is a fire inside of this heart, and a riot about to explode into flames.
avatar
Mary Löwen Romanoff
Presidente
Presidente

Mensagens : 836
Data de inscrição : 07/04/2015
Localização : Capitol

Ficha Tributo
Emprego: Presidente
Tésseras: XXXX
Pontos de Patrocínio: XXXX

Ver perfil do usuário http://jogosvorazesbr.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Top 3 - Fase final

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum